segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Minha geração não nasceu para isso...

Hoje é segunda feiraaaaa, e acabaram as fériaaaas... (cantando)

Infelizmente minhas férias acabaram. Eu tirei uma semaninha para passear e aproveitar ao lado do Roman, e olha... valeu muito a pena! 


Resumo das férias, em breve vai ter vídeo!






















Fomos à um zoológico na Holanda, à um parque de diversões em Brühl, visitamos castelos, ruínas, cidades aqui perto de casa, mas tudo o que é bom dura pouco.

Sabe que depois de trabalhar 10 anos desenhando, projetando, engolindo sapo dentro de escritório, estou com dúvidas sobre se escolhi a carreira certa para mim. Eu sinto uma cobrança interna imensa e a Jade arquiteta me xinga de ingrata pois estou desanimada com o início da minha nova carreira depois de me matar para chegar na minha situação atual. Eu sei que é chato, mas que atire a primeira pedra quem nunca reclamou na vida! hahahahaha


Pesquisando sobre isso, me deparei com um estudo que fala sobre os maiores obstáculos os quais a "geração y" (nascidos entre as décadas de 80 e 2000) passa no mercado de trabalho. A nossa geração, diferente dos nossos pais e avós, que foram criados buscando uma estabilidade financeira, não está satisfeita em passar toda a vida trabalhando na mesma rotina. Nós fomos motivados desde a infância à usarmos a criatividade, à procurarmos respostas para todas as nossas perguntas, à sermos os personagens principais das nossas próprias histórias. 

Não acho que isso seja ruim, de alguma maneira essa mania de viver fora da zona de conforto nos estimula a sempre crescer mais, essa ambição na maioria das vezes acaba com bons resultados, porém pode também trazer frustração para aqueles que não alcançam tudo o que desejam. 

Uma coisa que eu aprendi com o tempo e apliquei isso em todos os momentos da minha vida até hoje é: "Gaste o tempo que você passaria reclamando dos problemas procurando por suas soluções".

Não está satisfeito com seu trabalho? O que você pode fazer com relação a isso?

Não está feliz com seu corpo? O que você pode fazer com relação a isso?

Não está feliz no seu relacionamento? O que você pode fazer com relação a isso?

Eu sei que é difícil pensar positivo quando o desânimo bate, mas reclamar dos problemas sem perspectiva de melhoria pode causar sérios problemas futuros e até te deixar depressivo. Infelizmente são nos momentos mais difíceis em que nos encontramos sozinhos e sem apoio dos outros para vencer os obstáculos. 

Enfim, ontem me bateu a deprê e eu passei o dia pensando em novas possibilidades para me sentir satisfeita profissionalmente e cheguei a uma conclusão. Não posso largar a arquitetura no momento, pois é meu meio de sustento e vou tentar dar uma chance à esse novo emprego que começará em outubro. Porém nada me impede de investir nos meus hobbies. Apesar de não aparecer nos vídeos, o Roman me apóia demais com o blog e é realmente uma coisa que me faz feliz. Eu gasto horas por dia respondendo mensagens, tirando dúvidas, compartilhando experiências, gravando, editando e escrevendo, e se eu tivesse mais tempo, investiria mais e mais. Aguardem novidades com relação ao blog, pois estou preparando surpresas quentinhas para vocês, e agradeço imensamente à você que leu até aqui.

Acredito que, de alguma maneira, eu tenha passado uma mensagem de motivação caso você esteja passando por isso, pois acredite, eu sei como é difícil levantar todos os dias de manhã para fazer algo que  não te faz feliz...

Espero que vocês tenham gostado, e caso queiram saber mais sobre minha vida aqui na Alemanha, CURTAM A PAGE DO FACEBOOK e SE INSCREVAM NO MEU CANAL.

A gente se fala em breve...
Bis Bald!

16 comentários:

  1. Poiseh a minha vida foi completamente o contrário, resolvi largar tudo e correr atrás dos meus sonhos e desbravar esse mundão logo após que me formei, e agora 7 anos após formada começar a vida profissional é bem complicado e cheio de frustrações. Mas fazer oq, a vida é cheia de diferentes caminhos para seguir, as vezes incríveis e as vezes terríveis. O importante é não parar de caminhar e ter fé de que tudo vai dar certo.

    Bjinhos e boa sorte no teu novo caminho.

    Lay

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3 <3 <3 vc é exemplo pra muita gente! Posso te garantir! Brigada por passar aqui <3

      Excluir
  2. Eu te entendo perfeitamente. Amo de paixão filosofia, mas o mercado de trabalho é bem complicado, fora o apoio... Amo gastronomia, mas nao tenho condição de pagar o curso, entrei em letras e acabei trancando. Trabalho com idiomas que é algo que eu amo, mas se sentir completa em algo não é fácil. Espero que dê tudo certo pra você. Amo seu canal :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigadaa! <3 <3 <3 Sei bem como vc se sente! <3

      Excluir
  3. Sei como é... meu sonho de ser bailarina foi frustrado por causa de N coisas. Acabei me formando em Direito por falta de algo melhor p/ fazer, mas detestei, e não quero, absolutamente, seguir na área. Hoje passei dos 30 e tô perdidona, lutando p/ sobreviver de pequenas rendas autônomas e sendo obrigada a procurar empregos comuns p/ me sustentar. A vida não é como queremos, infelizmente, e muito de nós se perde enquanto lutamos p/ não ser engolidas por esse mar de coisas e pessoas no mundo...
    Enfim, boa sorte p/ vc aí, gata! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Carol, é foda a gente passar por isso, mas ao mesmo tempo me sinto meio que aliviada por saber que nao estou sozinha, sabe? Te desejo toda a sorte do mundo! <3

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeeeee! Muuuuita sorte pra vc nessa nova etapa! Vai dar tudo certo! <3

      Excluir
  5. Aeeeeeeeeeeeeeeee Parabéns Jade obrigada por fazer esses posts legais e culturais, Você é um exemplo para mim, e me fez acordar agora estou indo atras da minha cidadania Alemã, e estou vendo para fazer aulas de alemão.. <3

    ResponderExcluir
  6. Que bom que não estou sozinha rs... Sou formada em Adm, não que eu não tenha gostado do meu curso, ele agregou muito conhecimento e experiências novas, but... Acho que se realizar profissionalmente vai muito além. E o mais frustrante é trabalhar na área e perceber nitidamente todos os dias que escritório não é pra mim! Mas se vc tem que se sustentar não tem outro jeito... Adoro seus videos e seus textos, me identifico bastante! Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. oi Jade! Estou na mesma situação, mas acho que essa busca por um novo sonho é o que nos move. Só de pensar em morrer no mesmo emprego e sem expectativa de um objetivo diferente, fico doidinha! rsrsrs Mas graças a Deus, que temos vários sonhos e novos objetivos. O segredo é nunca parar com essa busca.

    ResponderExcluir
  8. Falou tudo Nanda Delgado.... «o segredo é nunca parar com essa busca»

    ResponderExcluir
  9. bah Jade, como arquiteta e geração y te entendo bem. Além de passar por uma depressão que trato ha anos, tive crises de panico quando comecei a trabalhar pra outros escritorios, e na maioria dos lugares eu nao me sentia motivada pois sempre seria mais uma reles funcionaria, e não me fariam sentir pertencente ao todo. Nessa área criativa é muito dificil pensar em trabalhar batendo cartao, obedecendo chefias que te limitam e só querem mais um robozinho ali. Começar meu proprio negocio foi bem arriscado mas uma mudança radical na minha vida, pois no momento que a responsabilidade era toda minha, a emoção e adrenalina aumentaram muito, o que me motiva a continuar. Vejo isso por colegas da faculdade que saíram formados com empregos certos em empresas legaizinhas, mas todos estao bem infelizes querendo sair e nao tem coragem ou não podem. Posso não ter meu salario e beneficios todo mes, mas minha saude melhorou um monte, e com certeza aprendi muito mais em menos tempo trabalhando por conta propria do que para alguem. Sei que na Alemanha seria bem diferente tu começar um negocio proprio, mas talvez nao necessariamente na area de arquitetura, ou então buscar pessoas q sintam o mesmo que tu e tentem fazer algo juntos. Eu descobri que ter projetos paralelos me fazem muito bem, como meu canal de video dos meus gatos, e to buscando outras coisas que me deixem feliz e também que possam me trazer alguma renda. AInda pretendo sair do Brasil, mas não agora. Quem sabe se eu voltar pra Alemanha a gente monta alguma coisa hein? hehehe
    Boa sorte na nova etapa e continue inquieta!

    ResponderExcluir
  10. Eu exatamente 10 anos atrás troquei direito pela enfermagem eu amo de paixão hoje eu sou feliz

    ResponderExcluir
  11. Olá, Julia,
    acabo de ver dois vídeos seus e achei muito boas as suas dicas. Muito bom saber que existem pessoas antenadas e totalmente conscientes de seu lugar no mundo, que sabem o que as espera quando se muda para outro país. Nunca fui à Europa, mas imagino a Alemanha exatamente com você descreve. Depois vou ver todos os seus vídeos. abraços.
    Lourdes
    Belo Horizonte/MG

    ResponderExcluir
  12. Olá, Jade,
    acabo de ver dois vídeos seus e achei muito boas as suas dicas. Muito bom saber que existem pessoas antenadas e totalmente conscientes de seu lugar no mundo, que sabem o que as espera quando se muda para outro país. Nunca fui à Europa, mas imagino a Alemanha exatamente com você descreve. Depois vou ver todos os seus vídeos. abraços.
    Lourdes
    Belo Horizonte/MG

    ResponderExcluir

Falaew!